Hospital Regional Antônio Dias

Endereço
Rua Major Gote, 1.231
Bairro: Centro
Município: Patos de Minas
CEP 38700-001

Horário de funcionamento
Pronto atendimento 24h

Linhas de ônibus
27, 22

Telefone
(34) 3818-6000

Quadro de direção
Diretora
Valéria Costa Queiroz
e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


Perfil Assistencial

Atendimento dia e noite. Ambulatório, internação.

Especialidades: Clínica médica, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Psiquiatria, Ortopedia, Neurologia, Cirurgia plástica e geral, Odontologia e Doenças infectocontagiosas.

Serviços - Internação: Clínica médica e Clínica pediátrica. Ambulatório: Ginecologia, Obstetrícia, Neurologia, Doenças infectocontagiosas e Odontologia. Atendimento das urgências e emergências: Cirurgia geral e Ortopedia.

Serviços
.Atendimento em urgência de clínica médica
.Atendimento médico a recém-nascidos que necessitam de terapia intensiva
.Atendimento médico de urgência para traumas ortopédicos a vítimas de acidentes em estado grave
.Atendimento médico em casos de envenenamento ou intoxicação grave
.Atendimento médico em urgências pediátricas
.Cirurgias de urgência para pacientes com risco de morte
.Tratamento médico para adultos que necessitam de cuidados intensivos e intermediários

Histórico

Em fevereiro de 1915, o semanário “Cidade de Patos” anunciava a ideia da construção de uma Santa Casa de Misericórdia. Após a doação do terreno por moradores da cidade e a conclusão das obras iniciadas em 1920, em 18 de julho de 1930 foi inaugurado o Hospital Regional Antônio Dias (HRAD), referência para o município de Patos de Minas e região.

Na época, a cidade contava com uma população de 3 mil habitantes e o HRAD oferecia 153 leitos. A inauguração contou com a presença de Olegário Maciel, então presidente eleito do Estado, e outras autoridades. Nos primeiros dois anos a direção esteve a cargo do Dr. Arthur César Boisson.

Desde 1932, a congregação das Irmãs Missionárias de Nossa Senhora das Dores coordenava a enfermagem e as demais áreas de apoio e ainda prestava assistência religiosa a pacientes e funcionários. O Hospital Regional tinha caráter assistencial, servia de clausura para as irmãs que atendiam órfãos, carentes e excluídos sociais. Chegava também ao hospital um grande número de pessoas com problemas psiquiátricos, ali atendidos por falta de uma instituição mais adequada na região.

Na década de 60, o hospital passa a ser administrado pela Secretaria de Estado da Saúde. De 1975 até janeiro de 1978, foi administrado pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) e, posteriormente, tornou-se uma unidade da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig).

Em 18 de julho de 1980, por ocasião do cinquentenário do hospital, foi inaugurado o Pavilhão de Psiquiatria, sendo denominado “João Pacheco Filho”. Ainda nos anos 1980, o diretor do hospital na época, Dr. Hely Tarquínio, constituiu a Associação de Amigos do Hospital Regional, a fim de conseguir melhorias nas áreas físicas, incluindo a implantação do Pronto Atendimento. O Pronto Atendimento foi reformado em 2001, com a ampliação do Serviço de Imaginologia. Foram ainda construídos o Laboratório de Análises Clínicas e o UTI Adulto, com nove leitos.

O HRAD é incluso no Programa de Melhoria dos Hospitais do SUS (Pró-Hosp) e no Programa Viva Vida em 2004. Em 2005, são concluídas e inauguradas as obras do Bloco Administrativo e da Maternidade de Alto Risco Dona Calú (Alojamento Conjunto, UTI Neonatal e Centro de Cuidados e Intermediários).

Em 2010, foi iniciado o Processo de Acreditação – Organização Nacional de Acreditação (ONA). A certificação foi resultado de grandes investimentos na área assistencial, na estrutura física, tecnológica e nos processos de gestão. No processo em busca da Acreditação, foi notório o avanço do HRAD em relação a melhoria da assistência prestada, consequência da eficientização dos recursos e dos serviços, da segurança no atendimento, do gerenciamento dos processos da unidade e da tomada de decisões embasadas em ferramentas de gestão. A equipe foi integrada e valorizada neste contexto, disseminando a cultura da necessidade da melhoria continua na unidade.

Em 2020, o hospital foi ativado como referência para atendimento aos pacientes graves acometidos por covid-19.

Nos dias atuais, o Hospital Regional Antônio Dias, instituição prestadora de serviços de saúde em nível secundário e terciário, integra uma rede predominantemente hospitalar e integralmente disponibilizada ao Sistema Único de Saúde (SUS). É referência no atendimento de urgência e emergência de grandes traumas, no atendimento pediátrico, em clínica médica, toxicologia, neurologia, neurocirurgia e ginecologia e obstetrícia, com maternidade para gestações de alto risco, para a Macrorregião Noroeste - correspondendo a 33 municípios, totalizando uma população de mais de 700 mil habitantes.

O hospital atua ainda como principal formador de recursos humanos pelo SUS na região, possuindo convênios com instituições de ensino técnico e superior na formação de profissionais na área de saúde e residência médica em Anestesiologia, Clínica Médica, Cirurgia Geral, Ginecologia e Obstetrícia, Ortopedia e em residência multiprofissional em Farmácia, Enfermagem e Fisioterapia. Também são oferecidos estágios acadêmicos em Enfermagem e Fisioterapia.

Há mais de 90 anos o HRAD vem prestando diversos serviços assistenciais a crianças, adultos e idosos, de forma segura, ágil e eficaz, incorporando novas tecnologias, com protocolos clínicos bem definidos, dentro dos princípios do SUS.

Os municípios da Macrorregião Noroeste referenciados pelo Hospital Regional Antônio Dias são: Arapuá, Arinos, Bonfinópolis de minas, Brasilândia de Minas, Buritis, Cabeceira Grande, Carmo do Paranaíba, Chapada Gaúcha, Cruzeiro da fortaleza, Dom Bosco, Formoso, Guarda Mor, Guimarânia, João Pinheiro, Lagamar, Lagoa Formosa, Lagoa Grande, Matutina, Natalândia, Paracatu, Patos de Minas, Presidente Olegário, Riachinho, Rio Paranaíba, Santa Rosa da Serra, São Gonçalo do Abaeté, São Gotardo, Serra do Salitre, Tiros, Unaí, Uruana de Minas, Varjão de Minas, Vazante.

Missão
Prestar atendimento integral e humanizado aos pacientes em urgência/emergência, internações agudas e cirurgias eletivas; bem como ao parto habitual e de alto risco, de forma regionalizada e hierarquizada, garantindo acessibilidade e segurança na assistência aos usuários do SUS.

Visão
Constituir-se em modelo de excelência na prestação de serviços hospitalares na Macrorregião Noroeste, tendo como compromissos:
•Atendimento de Qualidade de acordo com as necessidades regionais;
•Gestão participativa e efetiva;
•Centro de estágios para formação de recursos humanos para o SUS regional.

Valores
•Compromisso;
•Transparência;
•Qualidade;
•Ética Profissional;
•Segurança;
•Inovação;
•Humanização;
•Harmonia